Já se perguntou por que a sala de estar é chamada de sala de “estar”? O termo tem uma origem bastante interessante, embora mórbida, que remonta à época da Primeira Guerra Mundial.

Acontece que o fim da Primeira Guerra Mundial coincidiu com a disseminação galopante da gripe que ceifou muitas vidas. Os mortos eram mantidos na sala da frente da casa, que passou a ser conhecida como "sala da morte". No entanto (e felizmente), as coisas melhoraram com o tempo e foi sugerido que o termo “sala da morte” não fosse mais usado. Certamente, esta sala, que agora era um lugar mais animado usado para socialização e ócio, não poderia mais ser descrita como tal? Certamente, esta sala, que agora ressoava de alegria e risos, merecia um novo nome. E por isso passou a ser chamada de "sala de estar", literalmente o oposto de "sala da morte".

Temos que concordar que a sala de estar é a área mais frequentada e dinâmica de qualquer casa. Ler o jornal da manhã, conversar com a família, sair com amigos, organizar reuniões sociais ou relaxar após um longo dia de trabalho assistindo TV ou lendo um livro - há uma série de razões pelas quais a sala de estar é versátil por natureza. Se essa versatilidade não for complementada pelo planejamento arquitetônico e de iluminação da sala, pode ser um desastre.

Uma vez que a sala de estar tem um caráter distinto de todos os outros cômodos da casa, seus requisitos de iluminação também são únicos. Uma sala de estar é geralmente o primeiro cômodo em que você entra, então ela dá o tom para o resto da casa. Precisa ter um ambiente íntimo e elegante, mas funcional.

Muitas pessoas cometem o erro de escolher luminárias decorativas sem pensar o suficiente sobre a finalidade que devem servir e se satisfazem as diversas necessidades do usuário. É importante entender que a iluminação pode fazer, alterar, melhorar ou piorar qualquer ambiente interno. Quando se trata do lugar mais movimentado da casa, você não pode errar.

Em primeiro lugar, é essencial que você estabeleça como pretende usar o espaço da sala. Conforme mencionado acima, há uma variedade de propósitos para os quais diferentes pessoas em uma casa utilizam a sala. Depois de ter essa lista de nível geral pronta, você pode começar a se concentrar nas seções importantes da sala de estar. Você pode separar a sala em partes, por exemplo:

  • A área de descanso
  • O sofá na frente da televisão
  • A mesa de leitura, sofá ou cadeira
  • Os espaços abertos
  • A lareira
  • As peças de arte
  • Os armários ou compartimentos de armazenamento


A segregação mencionada é apenas um exemplo de como você pode dividir sua sala de estar para avaliar o tipo de iluminação de que necessita. Você pode ter mais ou menos categorias. Fazer este exercício pode ajudá-lo a adotar uma abordagem em camadas para seu plano de design de iluminação para a sala de estar. A iluminação em camadas pode ajudá-lo de diferentes maneiras, incluindo:

  • Adicionando muita profundidade à sua sala de estar
  • Ajudando você a atingir áreas específicas dentro da sala e iluminá-las de forma eficaz
  • Acentuando a beleza da decoração interior da sala
  • Definir o clima ou tom certo na sala de estar

DIFERENTES TIPOS DE ILUMINAÇÃO E INSTALAÇÕES PARA SUA SALA DE ESTAR

Em termos gerais, existem alguns tipos principais de iluminação que você deve considerar para criar este efeito em camadas:

Iluminação geral ou iluminação ambiente. Esta é a camada primária de luzes que você instalaria em uma sala de estar. Como o termo sugere, a iluminação ambiente serve como a principal fonte de iluminação e define o clima ou o tom da sala. Geralmente, esse tipo de iluminação pode ser obtido em sua sala de estar usando luminárias de teto, pendentes, lustres ou luminárias de piso potentes.

Iluminação de destaque ou iluminação especial

A iluminação de realce é usada para destacar uma área específica ou chamar a atenção para obras de arte na sala de estar. Esse tipo de iluminação é focado e também pode criar um belo efeito de projeção de sombra. Arandelas de parede e embutidos de teto direcionais são excelentes opções para esse tipo de iluminação. Usar iluminação ultramoderna ou embutida também é uma boa opção para a sala de estar se você deseja iluminar áreas de difícil iluminação. Como o uso de perfis de LED com spots integrados por exemplo. Na verdade, a iluminação de realce também pode ajudar a criar a percepção de profundidade em uma sala. Quem não gosta de drama?

Iluminação de tarefas

Este tipo de iluminação é usado para fins específicos. Por exemplo, você pode escolher uma luminária de mesa projetada para ajudar o usuário a ler. Existem várias opções quando se trata de selecionar uma luminária que o ajude a realizar uma determinada tarefa. Abajures de mesa e colunas de piso são escolhas populares para iluminação de tarefas, uma vez que permitem um maior grau de flexibilidade e podem fornecer iluminação direccional.

CasaFundamentosIluminaçãoSala de estar